Sentimos muito mas seu browser não é suportado pela Marsh.com

Para uma melhor experiência, por favor faça o upgrade para um dos seguintes browsers:

X

Seu Blog de Wellness

Por que a gratidão pode contribuir para a motivação dos funcionários?

Por Natalia Contente Sexta-feira, Janeiro 08, 2021

Um bom gestor, provavelmente, já buscou diversas formas de atender sua equipe e manter todos motivados. A empresa oferece benefícios que realmente são importantes para aqueles colaboradores e acredita que, assim, está no caminho certo. E está. No entanto, quando esse gestor olha para sua equipe e identifica que, mesmo assim, ela não está motivada, pode ser que seja o momento de tomar uma atitude: exercitar a gratidão.

Oferecer benefícios bons e flexíveis – incluindo salários compatíveis com o mercado, plano de saúde, seguro de vida, assistência odontológica, serviços de atividade física, refeição e alimentação, assistência psicológica, cuidados com o pet, entre muitos outros – é realmente importante para que o colaborador se sinta valorizado e opte, inclusive, por permanecer na empresa em muitos casos. Esse pode ser um dos maiores diferenciais da sua empresa.

Por outro lado, muitas organizações esqueceram um ponto: a saúde mental do colaborador pode estar comprometida pelo ambiente em que trabalha. A prática da gratidão e do elogio entre colegas e gestores, que pode fazer toda a diferença para o funcionário apesar de parecer ser algo muito simples, foi deixada de lado em muitas empresas.

Um estudo realizado pela Wharton School da Universidade da Pensilvânia revelou que os funcionários que recebem algum tipo de agradecimento de seus gestores se sentem motivados a trabalhar mais. Outro estudo revelou que a gratidão está intimamente ligada à felicidade e que os efeitos positivos da gratidão são duradouros.

Uma empresa que agradece e elogia seus funcionários pelo seu trabalho e compromisso certamente terá colaboradores mais satisfeitos, motivados, produtivos e, em consequência, resultados melhores, com clientes mais felizes.

Não é necessário distribuir elogios que não façam sentido ou que beirem ao assédio, ou até mesmo que sejam configurados como assédio. Elogie o indivíduo e as suas ações positivas na empresa, mas não use elogios genéricos demais e os relativos ao corpo.

A saúde mental do colaborador, principalmente em tempos difíceis, deve ser levada em conta na cultura da empresa. Oferecer benefícios que satisfaçam a saúde completa das equipes inclui ter um diálogo direto e o exercício da gratidão e do elogio. Assim, até as metas podem ter mais sentido porque há valorização daquilo que existe hoje, as pessoas.

Temas relacionados:  Employee Health & Benefits