Sentimos muito mas seu browser não é suportado pela Marsh.com

Para uma melhor experiência, por favor faça o upgrade para um dos seguintes browsers:

X

Seu Blog de Wellness

O Papel dos Líderes nos Programas de Saúde e Bem-Estar

Por Bárbara Carbonell Quarta-feira, Abril 03, 2019

A participação dos funcionários é um dos maiores desafios enfrentados pelos programas de saúde e bem-estar nas empresas. A baixa participação é frequentemente uma das razões pelas quais os programas não se sustentam em longo prazo. Na tentativa de manter a motivação e o comprometimento dos funcionários, ao planejar as iniciativas, é comum ficar se perguntando coisas como: "Que atividades diferentes eu poderia fazer?", "O que motivará a participação?". No entanto, a resposta não está apenas nas atividades escolhidas, a resposta está nos líderes.

A pesquisa HERO Scorecard, que é uma colaboração entre a “Health Enhancement Research Organization” e a Mercer, é uma ferramenta desenhada para ajudar os empregadores a conhecer sobre as melhores práticas em saúde e bem-estar e a determinar em que medida o programa as incorpora. Uma das áreas pesquisadas é o apoio organizacional e a cultura de suporte. O relatório de progresso da HERO (2018) nos dá algumas respostas sobre a relação do apoio dos líderes com a eficácia das iniciativas de saúde e bem-estar.

•    Organizações onde os líderes são considerados modelo por priorizar a saúde e o equilíbrio trabalho-vida pessoal relataram melhorias no estado de saúde dos funcionários (92%), nos custos médicos (96%) e na satisfação dos funcionários com o programa (85%) em comparação com organizações semelhantes em que os líderes não são modelos de saúde e bem-estar (84%, 80% e 75% respectivamente).

•    Empresas onde supervisores de linha direta com funcionários recebem maior apoio organizacional em seus esforços por impactar na área de saúde e bem-estar de suas equipes, relataram melhorias na saúde de seus funcionários (91%), em custos médicos (91%) e na satisfação dos funcionários com o programa (82%) em comparação com organizações semelhantes, onde o apoio foi pouco ou nenhum (77%, 71% e 70% respectivamente).

O impacto sobre a sustentabilidade de programas de longo prazo é amplamente reconhecido por fornecer uma cultura de suporte na qual os líderes são responsáveis pelo cumprimento das metas de saúde e bem-estar. Os supervisores e gerentes de linha direta com funcionários não terão as ferramentas adequadas para melhorar a saúde se não houver um plano estratégico, incluindo treinamento, plano de comunicação, recursos humanos e orçamento para o programa de saúde e bem-estar.

Apesar das evidências, apenas 23% das organizações pesquisadas relataram que os líderes são modelos por priorizar a saúde e o equilíbrio vida-trabalho, e 17% indicaram que os líderes precisam ser responsáveis no apoio à saúde e o bem-estar de seus funcionários. Por outro lado, apenas 13% das empresas pesquisadas relataram que os gerentes recebem muito apoio da organização, enquanto 51% mencionaram que o suporte é mínimo ou nenhum.

A integração de líderes na estratégia de saúde e bem-estar das empresas deve ser uma prioridade para todas as organizações. Começar por procurar saber quais são as melhores práticas e o posicionamento de sua empresa é um primeiro passo para identificar áreas de oportunidade. A pesquisa da HERO Scorecard pode ajudá-lo. Acesse o seguinte link HERO Scorecard e responda a pesquisa para a sua organização.