Sentimos muito mas seu browser não é suportado pela Marsh.com

Para uma melhor experiência, por favor faça o upgrade para um dos seguintes browsers:

X

Seu Blog de Wellness

Vantagens de Oferecer Benefícios de Trabalho Multigeracionais

Por Gabriela Ruiz Quinta-feira, Janeiro 03, 2019

A gestão de pessoas de pelo menos três gerações diferentes dentro das empresas é um grande desafio ao oferecer benefícios que se adaptem às necessidades dos funcionários de cada uma delas.

Atualmente, as empresas enfrentam dois desafios muito importantes que afetarão os seus funcionários nos anos seguintes: por um lado, a existência de diferentes gerações na mesma área de trabalho e, por outro, o impacto da inflação médica nos planos de saúde para os colaboradores. Como as duas situações estão relacionadas.

Empresas Multigeracionais

Neste momento, na maioria das empresas, estão convivendo diferentes gerações no mesmo ambiente de trabalho: Baby Boomers, Geração X, Millennials, e Centennials.

Verifica-se isto em temas de liderança, convivência, desenvolvimento e trabalho em equipe, impactando também na oferta de benefícios porque, tendo cada um deles um momento de vida e necessidades diferentes, um esquema tradicional de Benefícios não ajuda, necessariamente, a atrair e reter talentos.

Uma estratégia de benefícios que contemple a inclusão e as multigerações deve originar-se de iniciativas que permitam satisfazer as necessidades da maior quantidade de colegas possível. Atualmente, alguns planos que se destacam nessa estratégia são os programas Bem-estar ou Bem-estar Emocional, bem como as iniciativas de Equilíbrio Vida/Trabalho.

Dentre os dados preliminares do Estudo de Benefícios 2018, realizado pela Mercer Marsh Benefícios, observa-se um crescimento de 12 pontos percentuais nas empresas que fornecem Bem-estar aos seus funcionários como parte de seu pacote de benefícios, enquanto no Equilíbrio Vida/Trabalho, destaca-se o aumento do número de empresas que fornecem iniciativas como Home Office, Horário Flexível, Transporte para Funcionários, entre outros.

O custo do seguro de saúde

Por outro lado, é inegável que o benefício com maior impacto financeiro para as corporações é o plano de saúde. As apólices de Despesas Médicas Maiores representam um componente substancial do pacote de benefícios de muitas organizações, além de ser praticamente incontestável.

No entanto, conforme o Relatório de Tendências Médicas 2018, as empresas estão enfrentando um grande aumento nos custos relacionados com a saúde no mundo todo e a inflação médica nos últimos anos chegou a ser três vezes a inflação a nível nacional, o que se reflete em aumentos nos prêmios das apólices de Despesas Médicas Maiores.
 
Esta tendência de aumento no custo da saúde pode comprometer o panorama dos benefícios de vários países da nossa região.

Como se relacionam ambas as situações?

Paradoxalmente, as corporações apostam em seus funcionários e oferecem uma gama maior de possibilidades nas quais não pagam necessariamente 100%, mas cada vez há um percentual maior de empresas que compartilham seus custos com seus colaboradores.

Isto permitiu oferecer aos seus colegas diferentes opções de benefícios acessíveis, que ao mesmo tempo combatem a inflação médica. Essa estratégia influencia positivamente duas das principais preocupações que, de acordo com os resultados preliminares do Estudo de Benefícios de 2018, as empresas têm de fornecer benefícios competitivos que sejam valorizados pelos funcionários e alcançar eficiência de custos.

Concluindo, implementar nas organizações uma estratégia abrangente que começa na análise populacional, que inclua planos de contenção de custos e envolva iniciativas de conscientização e prevenção, permitirá que os funcionários se envolvam e saibam mais sobre seus benefícios e até mesmo invistam na melhoria dos mesmos, obtendo assim resultados ganhar-ganhar tanto para as empresas como para os colaboradores.


Anterior

Redefinindo as Feiras de Saúde nas Empresas

Por Bárbara Carbonell Segunda-feira, Dezembro 31, 2018