Sentimos muito mas seu browser não é suportado pela Marsh.com

Para uma melhor experiência, por favor faça o upgrade para um dos seguintes browsers:

X

Seu Blog de Wellness

Investimento em saúde: uma prioridade para toda grande empresa

Por Helder Valerio Sexta-feira, Setembro 04, 2020

Ansiosos por atrair e reter talentos em um mercado de trabalho competitivo, os programas de Bem-estar e Saúde são de considerável importância para os empregadores. O pioneiro estudo Saúde Sob Demanda, realizado pela Mercer Marsh Benefícios (MMB), a Mercer e a Oliver Wyman, que envolveu mais de 16 mil trabalhadores e 1.300 tomadores de decisão em 13 países, mostrou que no meio corporativo há alta demanda por uma cultura pró-saúde, e que o investimento nessa área será uma prioridade ainda maior para as organizações no futuro em comparação com o que representa hoje. 

Para 57% dos tomadores de decisão de nível sênior, a intenção é aumentar os gastos com saúde e bem-estar, e outros 39% pretendem manter a prioridade atual. Tais ambiciosos planos de investimento têm justificativas explícitas. À qualidade do benefício de saúde e bem-estar oferecido por uma empresa atrelam-se o aumento da motivação e do engajamento dos funcionários; o crescimento da produtividade; a redução das faltas; a segurança no local de trabalho. As expectativas de resultados como esses são os três maiores impulsionadores de empregadores dispostos a investir.

Os benefícios de saúde, em geral, são determinantes nas decisões de contratação. Tanto os trabalhadores como os empregadores no Brasil concordam quanto à necessidade de um ambiente de trabalho mais favorável à saúde e tempo livre para se consultar com profissionais de saúde. Mas é importante compreender as motivações dos trabalhadores para planejar e implementar as iniciativas. 

Segundo dados do estudo Saúde Sob Demanda, os trabalhadores buscam um acesso melhorado à assistência médica de alta qualidade, que seja pessoal, conveniente, economicamente acessível, seguro e personalizada. A capacidade de os profissionais da saúde de compreenderem e tratarem suas necessidades é considerada altamente importante para 86% dos trabalhadores entrevistados. Em seguida, vem a reputação do hospital ou clínica que fornece os cuidados médicos e, então, a rede de provedores acessível no seu plano. 

Fica claro, portanto, que os empregadores devem priorizar o acesso conveniente a cuidados de qualidade, com hospitais, clínicas e profissionais de assistência à saúde de renome. A orientação dada aos trabalhadores sobre como identificar os prestadores de serviços médicos de alta qualidade também é de vital importância no Brasil, onde a população pode se beneficiar de maior orientação.

Vale lembrar que um local de trabalho verdadeiramente pró-saúde reconhece não somente os indivíduos que trabalham ali, mas todos os dependentes sob a responsabilidade deles. A pesquisa realizada pela MMB aponta que 51% dos trabalhadores são responsáveis pelo atendimento médico de pelo menos mais uma pessoa. Também se constatou que quanto mais variados forem os recursos de saúde e bem-estar que um empregador oferece, mais entusiasmados os trabalhadores se sentem, e menos propensos a deixar a empresa. 

Os empregadores capazes de melhorar as opções de assistência médica disponíveis para a sua força de trabalho têm uma clara vantagem de atrair os melhores talentos e reter a sua lealdade. As organizações que priorizam os investimentos nos programas de saúde e bem-estar do trabalhador, e que tornam a assistência médica mais economicamente acessível, conveniente e eficiente obterão uma vantagem competitiva. Uma boa solução de saúde é a chave para promover o envolvimento do trabalhador, aumentar a produtividade e melhorar a reputação de sua empresa, para que ela seja reconhecida como um grande lugar para trabalhar.

Temas relacionados:  Employee Health & Benefits